Na cidade de São Paulo vivem hoje cerca de 2,5 milhões de animais abandonados, famintos e doentes. Quem tem um cachorro de estimação conhece profundamente o significado da palavra amizade. Um cachorro não pede nada, se contenta com muito pouco e retribui em escala muito maior. A adoção de um cão é uma das maneiras mais especiais de se começar uma amizade. Se você acha que em sua vida ainda há espaço para uma relação profunda e verdadeira, visite nosso blog e procure pelo seu amigo, ele pode estar lá lhe esperando.



"Às vezes me perguntam por que invisto tanto tempo e dinheiro falando de amabilidade para com os animais quando existe tanta crueldade entre os homens?

Ao que respondo: Estou trabalhando nas raízes!! "

George T. Angell



sábado, 22 de janeiro de 2011

CHICO, não tive tempo de me despedir: "velho meu querido velho, agora já caminha lento".....


FORAM apenas 4 meses. Foi esse pequeno prazo a sobrevida que pude dar a esse amado cão. Deus tinha outros planos para ele. Eu já tinha desistido de doá-lo pois sabia que ele precisava de muitos cuidados, decidi assumi-lo como meu, eu o adotei. No último mês ele só ia para o Hotel quando viajavámos, o resto do tempo desfrutou comigo e meus cães; parece que eu sabia que ele permaneceria pouco tempo entre nós, a gente pressente isso. Ele era tolerante e manso, mas não aceitava que o desrespeitassem mostrava na sua grandeza. O Chico na sua sabedoria de velho tinha paciência e bom humor..
Velho, meu querido agora você finalmente descansou. Teus 3 últimos dias foram sofridos, teu rim tinha parado de funcionar, você não se alimentava, tua artrose e problemas na coluna não te permitiam mais andar mesmo que claudicando, e além de tudo no final você teve ancilostomose que debilitou mais ainda tua saúde tão frágil.. Teu fraco e debilitado coração não resistiu a tantas provas, a velhice e a doença te venceram. Apesar de todo desgaste físico, você lutava bravamente para permanecer entre nós. Ontem você passou o dia no soro internado, não pude te trazer para casa, você precisava ficar na clinica e hoje assim que amanheceu fui te visitar e recebi a triste notícia:Você já havia partido. Não tive tempo para me despedir. Teu semblante estava sereno, plácido, agora sim, verdadeiramente você tinha encontrado a verdadeira paz, estava livre da dor e do sofrimento que teu destino te impôs.Tua partida me dói muito, a gente sempre acha que poderia ter feito mais. Chico você se foi e eu estou aqui pranteando a minha dor, precisarei de um tempo para curar a cicatriz da tua perda.
Velho meu querido velho, tua carinha cansada, o tremer das tuas patinhas, teu jeito maroto apesar da idade, tudo em você me comovia. E quando você vinha para meu lado se esfregando para receber carinho, te chamava de senhorzinho Alzheimers, pois às vezes você parecia alienado, teu mundo era único, tudo em você era especial.
Obrigada Chico por ter me permitido aprender com você o silêncio e a tolerância, por ter me ensinado que um gesto e um olhar valem mais que mil palavras.
Obrigada a todos vocês que me ajudaram a tratá-lo, que contribuíram financeiramente ou repassando o apelo e se penalizaram da sua miserável situação.
Ele viverá eternamente entre nós...
Juana Braga

Parem todos os relógios, desliguem o telefone,
As estrelas não são necessárias: retirem cada uma delas;
Empacotem a lua e façam o sol desmanchar;
Esvaziem o oceano e varram as florestas;
Ele partiu....só a minha dor permanece
"Velho meu querido velho, agora já caminha lento, como perdoando o tempo...."

E agora José? O que é que vai ser?
Velho, meu querido velho. Agora já caminha lento. Como perdoando o vento..Sua figura é cansada, sua tristeza infinita de tanto seguir andando...
O Chico está curado, renovado, dentes tratados, saúde perfeita, tem contra ele a velhice.. E agora José? Quem vai adotar esse senhorzinho?
Não posso nem pensar na hipótese dele ter nadado tanto para morrer na praia..Ele lutou, sofreu durante sua vida toda. Esse cachorro foi mal cuidado toda sua vida e mesmo assim não perdeu a ternura, não se tornou agressivo. E agora? Será que passará os anos que lhe restam morando na baia de um Hotel? Ele é lindo, de porte médio pequeno, peludinho e extremamente carinhoso, convive bem com todos os animais. Está castrado, vacinado e vermifugado. Cada dia nos apaixonamos mais por ele, pela sua meiguice, afetuosidade, paciência e temperamento.
Ele merece um lar que o acolha. De acordo com o veterinário que o atendeu ele ainda viverá muito tempo. Com carinho ele vai longe..
Quem se habilita a adotar esse senhor que tanto sofreu?
Será que essa pessoa é você que está lendo esse e-mail agora?

Juana 11 9995-8177 e 9964-2314 juanabraga@yahoo.com.br

5 comentários:

adriana rosa disse...

Adorei conhecer o blog de vcs. Sinto muito pelas pessoas desumanas que maltratam seus animais. Eu tento fazer o possível pelos meus. Tenho 5 ao todo aqui em casa. GAtos, cachorros e um pássaro. Jamais, em hipótese algumas teria qualquer ato desumano com algum deles.
Obrigada pelo blog, é maravilhoso.
Abs
Adriana Rosa

Fernanda disse...

Meninas, simplesmente sem palavras o blog de vcs! Ando sempre com amostras de ração na mochila, para ao menos alimentar os desabrigados. Gostaria muito de adotar o Chico, porém não sei se seria justo com este, tendo em vista que fico fora o dia inteiro e o quintal não é muito grande. Vou fazer o máximo para tentar ajudá-las a conseguir um dono para ele.

@danixx1 disse...

Meninas, eu queria dizer que super admirei o trabalho de vocês! E queria saber se vocês já pensaram em fazer um tumblr! Ele é fácil de mexer e a divulgação acaba sendo maior do que no blogspot, porque tem uma ferramenta pra reblog. Bom, parabéns pelo trabalho.

Natalie disse...

ESTOU CERTA DE QUE VOCÊS SÃO ANJOS SEM ASAS !!! eu tbm sou louca por animais e desde ja parabenizo o grandeozo trabalho de vcs!! é lindo é humano é de dar orgulho .. é tão bom quanto ver o resultado final quando a adoção é feita!! ja estou seguindo e com certeza divulgarei esse blog .. se precisarem de quelquer coisa por favor entre em contato o que estiver em minhas condições estenderei as minhas mãos!! um grande abraço .. que deus abençoe vcs

Adriana disse...

Parabéns por esse trabalho lindo! É a primeira vez que eu visito o blog, que chegou até mim através da rede de amantes de bichos. Há dois meses eu perdi o meu filhotinho de 14 anos e não pude conter as lágrimas ao ler a história do Chico e reviver o que aconteceu comigo. Nessa época que o Chico descansou, o meu bebezinho teve a primeira crise decorrente da insuficiência renal. Até então ele estava tão bem que pensei que ele ficaria ao meu lado ainda por muitos anos. Não imaginava que eu o teria apenas por mais 6 meses. A saúde que ele esbanjou nesses 11 anos de convivência (eu o adotei com 3 anos) foi tomado por essa doença extremamente cruel e incurável, que nos faz sentir totalmente impotentes, sem poder fazer nada além de dar muito amor, dedicação, soro, internação e veterinário. Acho que pior do que não ter o que comer, é não conseguir mais comer e vomitar o que nem comeu. É ver o corpinho que antes esbanjava saúde, se tornando frágil, definhando e mal ter forças sequer para andar. A última semana foi a pior, não conseguiu comer mais nada, nem beber água, as delicadas veias não mais resistiam a tantas picadas e a dor era insuportável. Mas mesmo assim não deixava de me dar carinho, não saia do meu lado e me enchia de beijos. A internação foi inevitável e eu ainda esperava por um milagre que não aconteceu. Depois de 3 dias na UTI, de muito sofrimento e dor (era tanta que tiveram que dar morfina), ele partiu sozinho e nem pude me despedir. Acho que ele sabia que eu não teria coragem de decidir por ele e me poupou dessa culpa. Ele sempre foi como um filho que nunca tive, um anjo que alegrou a minha vida e se foi deixando uma dor imensa de saudade.